10 julho 2019

IBGE abre processo seletivo com vagas no RN; salários chegam a R$ 4,2 mil

Vagas são para o censo 2020 — Foto: Reprodução / FAEPE

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo para contratação temporária de pessoal para a realização do Censo Demográfico 2020. Há 8 vagas para o Rio Grande do Norte e os salários chegam a R$ 4.200. As inscrições podem ser feitas de 8 a 23 de julho e custam R$ 64. Confira AQUI o edital.

A aplicação das provas está prevista para 1º de setembro. O resultado sai no dia 26 de setembro e os aprovados começam a ser convocados no dia 27.

O Analista Censitário é uma função de nível superior e seu ocupante pode desempenhar diversas atribuições, de acordo com a área de conhecimento. Confira as vagas para o RN:

Análise Socioeconômica - 01
Ciências Contábeis - 01
Geoprocessamento - 01
Gestão e Infraestrutura - 03
Jornalismo - 01
Métodos Quantitativos - 01

Morre Paulo Henrique Amorim, aos 77 anos

Seu último trabalho havia sido no Domingo Espetacular da RecordTV.

O jornalista Paulo Henrique Amorim Reprodução/Tv Record


O jornalista Paulo Henrique Amorim morreu de infarto fulminante, na madrugada desta quarta-feira (10/07/2019), em casa, no Rio de Janeiro. Seu último trabalho havia sido no Domingo Espetacular da RecordTV, atração que comandou por 14 anos. Carioca, teve seu primeiro emprego no jornal A Noite, da capital fluminense, em 1961.

Ao iniciar na televisão, ficou nacionalmente conhecido, principalmente durante sua passagem pela Rede Globo e pela RecordTV. Além disso, foi correspondente em Nova York da revista Realidade e, depois, da revista Veja. Amorim deixa a mulher, Geórgia Pinheiro, e uma filha.

O profissional também teve passagens pela Band, TV Cultura e pela extinta TV Manchete. Paulo Henrique Amorim era conhecido por não esconder seus posicionamentos políticos

09 julho 2019

POLICIA MILITAR PRENDE INDIVÍDUO COM ARMA DE FOGO

Foto:Divulgação/Polícia Militar/RN


Na manhã da última segunda-Feira, 08/07, policiais militares da Companhia da PM da cidade de São José de Mipibu junto com a equipe do Pelotão Destacado da cidade de Monte Alegre, após receber informações de um possível indivíduo armado em via pública no bairro de Tancredo Neves, município de São José de Mipibu, fizeram diligência ao local e visualizarem um sujeito com as características passada pela denúncia realizaram a abordagem policial.

Ao realizar a revista pessoal, foi encontrado na posse de Cleberson Sotero do Nascimento, 27 anos, um revolver calibre .38 com capacidade para 06 tiros e totalmente municiado alem de uma moto CG de cor vermelha.

Em diligência até a residência do acusado, foi encontrado no interior da casa, um uniforme pertencente as Forças Armadas.

O acusado, juntamente com a materialidade do crime foram conduzidos e apresentados na Delegacia de Polícia Civil da cidade de São José de Mipibu onde foi autuado em flagrante pela segunda vez por Porte ilegal de arma de fogo.

Suspeitasse que o acusado pode ter envolvimento de alguns roubos realizados na cidade de São José de Mipibu, Monte Alegre e outras cidades circunvizinhas.

A Polícia Militar solicita que as pessoas vítimas desses assaltos e que reconheçam o acusado ou a moto dirijam se até a DP de São José de Mipibu para fazer os procedimentos cabíveis.

A Polícia Militar agradece o apoio de toda a população e reforça o compromisso de "Servir e Proteger" garantindo a manutenção da Paz Social e melhorando a sensação de Segurança.

PELOTÃO DESTACADO PM DE MONTE ALEGRE RECUPERADO CARRO ROUBADO

Foto: Divulgação/Polícia Militar /RN


Na tarde da última segunda-Feira, 08/07, policiais militares do Pelotão Destacado PM de Monte Alegre/ 3BPM após ter ciência de arrastões na área rural do Pau Brasil, município de São José de Mipibu fizeram diligência e visualizaram um veículo com as mesmas características do que foi passado pelo CIOSP onde havia sido roubado durante uma série de arrastões na região.

O carro foi visualizado em uma estrada entre os canaviais. Os suspeitos ao visualizarem a presença a guarnição PM, abandonaram o carro roubado e se evadiram para o canavial. 

A equipe do Pelotão Destacado PM da cidade de Monte Alegre ao realizar consulta ao CIOSP chegou a conclusão que o carro abandonado realmente foi o mesmo que havia sido tomado de assalto minutos antes. O carro tipo Gol de cor branca de placa MYH 3451 foi recuperado e conduzido até a delegacia da Polícia Civil onde foi feita a sua entrega. Foram realizadas diligências com o intuito de capturar os criminosos mas até o presente momento não se obteve exito.

A Polícia Militar, trabalha incansavelmente e diuturnamente com o objetivo de prevenir e combater tais ações criminosas com o rigor que a Lei permite. 

A Polícia Militar agradece o apoio e a confiança depositada por toda a população e solicita que quem souber de algo pode fazer a denúncia através do Disk Denúncia 181.

Petrobras reduz preços da gasolina e do diesel nesta terça-feira

A Petrobras anunciou a redução, e que a partir desta terça (9), nos preços da gasolina e do diesel em suas refinarias.


O preço médio da gasolina vai cair 4,4%, enquanto o valor médio do diesel vai recuar 3,8%. A informação consta em site da empresa no qual a petroleira detalha preços praticados nos 37 pontos de suprimento do mercado brasileiro, para a gasolina, o diesel S10 e o diesel S500.
Preços médios da gasolina nas refinarias em 2019
Em R$ por litro

Com a queda dos preços, o valor médio do litro da gasolina nas refinarias passará para R$ 1,6817. O preço médio do diesel passará a R$ 2,0649 por litro.

O mais recente ajuste do preço do diesel ocorreu em 1º de julho, quando foi elevado em 3,92%, enquanto o da gasolina aconteceu em 11 de junho, quando os preços médios caíram 3,03%. Agora, o combustível atinge seu menor valor nas refinarias desde 28 de fevereiro, quando era cotado a R$ 1,6538.

Os reajustes nos preços dos combustíveis pela Petrobras são alinhados ao mercado internacional do petróleo, seguindo os valores do petróleo Brent, que caíram 3,3% na última semana, e ao câmbio, destaca a Reuters.

O repasse dos ajustes nas refinarias para os consumidores finais nos postos de combustíveis dependerá de diversos fatores, como tributos, margens de distribuição e revenda, e mistura obrigatória de biodiesel em ambos os combustíveis.

Fonte: Petrobras/Via G1

28 junho 2019

Bolsonaro diz que sargento preso 'vai pagar um preço alto'



Em transmissão ao vivo pelo Facebook, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o sargento Manoel Silva Rodrigues, da Força Aérea Brasileira (FAB), "pagará um preço alto" por ter sido flagrado transportando 39 quilos de cocaína em um avião da comitiva presidencial que acompanha Bolsonaro em viagem internacional.

"Lamento por esse elemento, que, pelo que parece, está envolvido nisso há algum tempo, porque ninguém vai levar 39 quilos numa primeira viagem", disse o presidente, afirmando em seguida que o sargento já havia participado de comitivas de governos anteriores.

"Na primeira viagem nossa ele deu azar, 'créu'. É melhor 'Jair' se acostumando, porque conosco é assim", afirmou o presidente, que disse também ser "brincadeira" tentar associá-lo ao caso.

Bolsonaro disse que o sargento está sendo investigado e que o Brasil está colaborando com o governo da Espanha, onde ele foi detido. "Esse elemento, se for preso no Brasil, vai pegar 30 anos de cadeia", disse. "Se fosse na Indonésia, pegaria pena de morte", afirmou depois.

A FAB impôs sigilo na investigação e o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, afirmou que as Força Armadas não admitem "criminosos entre nós".

O sargento foi preso na terça-feira, 25, no aeroporto de Sevilha, na Espanha, por suspeita de envolvimento em transporte de drogas. Rodrigues fazia parte da comitiva de 21 militares que acompanha a viagem do presidente Jair Bolsonaro a Tóquio, no Japão, onde participa da reunião do G-20.

A Guarda Civil espanhola informou que foram encontrados 39 kg de cocaína com o sargento, escondidos numa maleta e divididos em pacotes. O sargento, de 38 anos, foi preso em flagrante e permanece detido no prédio da Guarda Civil, enquanto que os demais passageiros do avião seguiram a viagem para Tóquio.

O avião em que estava o militar é usado como reserva da aeronave presidencial e, portanto, a comitiva da qual o sargento fazia parte não estava no mesmo avião que transportou Bolsonaro de Brasília para o país asiático na noite de terça-feira.

AoMinuto

MP arquiva representação contra procuradores da Lava Jato




O Conselho Nacional do Ministério Público arquivou, nesta quinta-feira, 27, representação para instaurar sindicância contra os procuradores da força-tarefa da Lava Jato com base em reportagens com supostos diálogos atribuídos a eles e ao ex-juiz federal Sergio Moro.

Segundo a decisão do corregedor nacional do Ministério Público, Orlando Rochadel Moreira, "a veracidade dos elementos de prova não pode ser comprovadas, além de não ser possível verificar adulterações".

Moreira também entende que não há elementos que justifiquem a abertura de reclamação disciplinar contra os procuradores "considerando a ausência de qualquer elemento que indique materialidade de ilícito disciplinar imputado".

AoMinuto

Palocci diz que MDB do Senado recebeu para apoiar Dilma

Palocci diz que MDB do Senado recebeu para apoiar Dilma


O delator, que fez parte dos governos Lula e Dilma, se ofereceu para falar a respeito de políticos do MDB

O ex-ministro Antonio Palocci relatou à Polícia Federal em Brasília supostas propinas da J&F ao MDB no Senado para a suposta compra do apoio do partido à candidatura de reeleição da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), em 2014. A investigação tem como base a delação de executivos do Grupo e está no Supremo Tribunal Federal (STF) por mirar senadores emedebistas que têm foro privilegiado.

Em janeiro, o delator, que fez parte dos governos Lula e Dilma, se ofereceu para falar a respeito de políticos do MDB. Seu depoimento foi no dia 30 de maio. Após o depoimento, a Polícia Federal pediu mais 60 dias para a continuidade do inquérito. Entre as diligências, os agentes querem saber quem entrou na residência do ex-presidente do Senado, Renan Calheiros, no período eleitoral, em 2014. As investigações também receberam um depoimento de um dos alvos que relatou a entrega de malas de dinheiro em suposto benefício do emedebista.

Palocci reitera fatos já expostos pelos executivos da J&F. Ele somente deixou de citar alguns nomes de empresas que constam ainda em termos sigilosos de sua colaboração. Em delação, Joesley Batista informou à Procuradoria-Geral da República que o grupo mantinha duas 'contas-correntes' de propina no exterior em suposto benefício de Lula e Dilma, com US$ 150 milhões, em 2014. Ele disse que o ex-ministro Guido Mantega (Fazenda/Governos Lula e Dilma) operava as contas.

No final das eleições 2014, Palocci diz ter recebido uma solicitação de Mantega para entregar R$ 30 milhões da reserva do PT para o PMDB do Senado e que Joesley "relatou que Mantega havia pedido pressa no pagamento pois havia risco de perda do apoio do PMDB do Senado na eleições presidenciais de 2014". Joeley teria dito a Palocci que teria confirmado com Dilma a ordem para pagar. Segundo Palocci, Joesley teria lhe dito que "estava lidando naquele momento com uma reclamação de Michel Temer, do Partido MDB, acerca do fato de Joesley estar contribuindo exclusivamente com senadores da sigla".

Defesas

A defesa de Dilma informou que não teve acesso ao depoimento. A J&F informou que não ia se manifestar. A defesa de Mantega não se pronunciou. A reportagem não conseguiu ouvir a defesa de Temer. O criminalista Luis Henrique Machado, que defende Renan, disse "a delação de Palocci foi recusada pelo Ministério Público por ausência de provas". E conclui: "Sobre as delações de Ricardo Saud e de pessoas vinculadas à JBS, a própria PGR pediu a revogação dos acordos." Para ele, "são delações que não gozam de qualquer credibilidade". Ele lembrou que dez processos contra Renan já foram arquivados, "por menções irresponsáveis de delatores." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

27 junho 2019

'Quem quer continuar no mundo do crime faz a opção pela cadeia ou pela morte', diz Governador Witzel

Quem está no crime faz uma opção 'pela cadeia ou pela morte', segundo o governador Wilson Witzel Foto: Saulo Pereira Guimarães / Agência O Globo


Quem está no crime faz uma opção "pela cadeia ou pela morte". A afirmação foi feita pelo governador Wilson Witzel na manhã desta quarta-feira, após imagens de criminosos em confronto com policiais na Cidade de Deus, na Zona Oeste do Rio. Para Witzel, quem decide enfrentar a polícia tem grande chance de morrer, defendeu o chefe do Palácio Guanabra em entrevista após participação na cerimônia de abertura do Congresso Mundial de Câmaras, que acontece na Barra.

Aquelas pessoas com arma na mão não são desfavorecidas da vida. Se você quer continuar no crime organizado e vai enfrentar a polícia, a sua chance de morrer é grande. Abandona o fuzil, se entrega, faz um delação e nós vamos ajudar você a voltar para uma vida normal, decente, que vai ter futuro, que vai ter família. Quem quer continuar no mundo do crime faz a opção pela cadeia ou pela morte, concluiu Witzel.

O governador do Rio afirmou não há falta de serviços públicos na Cidade de Deus:

Não adianta dizer que lá falta serviço público. Isso não é verdade. A Cidade de Deus tem carências que várias outras comunidades também têm. Mas, naquela localidade, assim como em outras, nós temos serviços públicos. Há uma deficiência, mas há sim oportunidades. Quem escolhe o caminho da criminalidade toma uma decisão.

O chefe do Palácio Guanabara ainda comentou a situação do Degase. Witzel disse que tem planos de investir R$ 100 milhões na construção de novas unidades e que quer ter uma audiência sobre o tema com o ministro Edson Facchin, do STF. Nesta semana, uma decisão do Supremo determinou a liberação de parte dos jovens infratores, mas o governador se posicionou contra a medida.

Vai ser um risco para eles, para a família e para a sociedade — disse ele, que lembrou que apenas 27 jovens foram buscados por parentes até o momento.

Para Witzel, os adolescentes terminam se tornando "um problema" para seus familiares:

A família não vai buscar. Aquilo vira um problema para a família. O estado tem que resolver o problema do menor infrator. Estamos trabalhando nisso.

O GLOBO

Confiança do comércio registra primeira alta no ano, aponta FGV


Foto: Celso Tavares/G1


O índice que mede a confiança do comércio subiu 1,8 ponto em junho, passando de 91,4 para 93,2 pontos, segundo divulgou nesta quarta-feira (26) a Fundação Getulio Vargas (FGV). Esse foi o primeiro resultado positivo em 2019. Em médias móveis trimestrais, entretanto, o Índice de Confiança do Comércio (ICOM) caiu 1,2 ponto, quarta queda consecutiva.

“Apesar da melhora, o índice ainda está em nível semelhante ao do período eleitoral. Em outubro do ano passado, ficou em 94,4 pontos, e chegou a 104 pontos em dezembro.

"A nova queda dos indicadores de situação atual mostra que os empresários do setor estão incomodados com o ritmo das vendas, reforçando o cenário de recuperação gradual, dada a vagarosa recuperação do mercado de trabalho e o nível baixo da confiança dos consumidores”, avalia Rodolpho Tobler, coordenador da pesquisa.

Apesar da melhora de alguns indicadores da economia em junho, os analistas destacam que a leitura permanece de uma economia estagnada, após o Produto Interno Bruto (PIB) ter registrado queda de 0,2% no 1º trimestre.

De acordo com a FGV, o resultado negativo no trimestre móvel reforça que, "mesmo que as expectativas estejam passando por um período de calibragem com alta volatilidade, os indicadores de situação atual confirmam que o ritmo de vendas ao longo do primeiro semestre de 2019 continua fraco".

A melhora do índice ocorreu devido a um avanço do indicador de expectativas, depois de quatro quedas consecutivas. O subíndice avançou 5,1 pontos em junho, mas ainda se encontra abaixo dos 100 pontos (99,9 pontos). Por outro lado, o indicador de situação atual recuou 1,5 ponto em junho, registrando 86,8 pontos, menor valor desde dezembro de 2017 (86,0 pontos).

Confiança da construção também avança em junho

Já o Índice de Confiança da Construção (ICST) subiu 2,1 pontos em junho, para 82,8 pontos, após ter recuado 1,8 ponto no mês passado. Em médias móveis trimestrais, o ICST se manteve relativamente estável ao variar 0,1 ponto, após três meses de queda.

Insulina inalável pode ajudar no tratamento do diabetes



Insulina inalável tem ação rápida no organismoFreepik


A recente liberação da insulina inalável (03/06) marca a passagem do Dia Nacional do Diabetes nesta quarta-feira (26). O medicamento, autorizado para venda e consumo pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) em oito formas de apresentação, ainda precisa ser importado dos Estados Unidos.

Para o médico e pesquisador Freddy Goldberg Eliaschewitz, a disponibilidade do medicamento pode ajudar no tratamento da doença no Brasil, pois é mais confortável do que a aplicação da insulina por injeção e o manejo é mais eficiente. A insulina inalável começa a funcionar em 10 minutos no organismo e o efeito dura até 90 minutos.

A insulina injetável pode demorar até 60 minutos para começar a fazer efeito e permanece ativa por até cinco horas no organismo.

“Por um lado, se o paciente aplica a insulina injetável antes do almoço e o medicamento demora a agir, o nível de açúcar sobe muito no início da refeição. Muitas vezes, a comida foi ingerida, mas a insulina nem começou a agir. Por outro lado, se o efeito da insulina demora a passar, o paciente pode sofrer uma queda de açúcar mais adiante. A absorção dos alimentos já terminou, mas a insulina continua agindo”, explica Eliaschewitz que é médico Hospital Israelita Albert Einstein e diretor clinico do Centro de Pesquisas Clinicas, que desde 2014 trabalhou nos testes para o desenvolvimento da nova droga.

O diabetes é considerado uma doença crônica onde o pâncreas não produz insulina suficiente ou quando o organismo do paciente não consegue utilizá-la. A insulina é o hormônio que regula a glicose no sangue.

Eliaschewitz descreve que já há cerca de 15 milhões de pessoas com diabetes no Brasil, mas 90% dos pacientes com o tipo 1 e 73% dos que sofrem com o tipo 2 “não têm controle sobre a doença”. Ele contabiliza que “metade dos pacientes não controla a doença por falta de conhecimento do diagnóstico. Entre os que sabem do diabetes, metade não vai com regularidade ao médico. E mesmo os que vão, mais da metade não toma os devidos cuidados”.

Segundo o Ministério da Saúde, o diabetes do tipo 1, geralmente, surge na infância ou adolescência. “A causa desse tipo de diabetes ainda é desconhecida (...) Sabe-se que, via de regra, é uma doença crônica não transmissível genética, ou seja, é hereditária, que concentra entre 5% e 10% do total de diabéticos no Brasil".

O diabetes do tipo 2 é mais frequente em adultos e está diretamente relacionado ao sobrepeso, ao sedentarismo e à má alimentação. “Ocorre quando o corpo não aproveita adequadamente a insulina produzida”, explica o Ministério da Saúde.

Para Freddy Eliaschewitz, o Brasil vive uma “pandemia de diabete do tipo 2 a reboque da pandemia de obesidade”. Segundo ele, o país poderá viver no futuro uma pandemia das complicações causadas pela doença, “que são penosas e custosas de tratar”, como o glaucoma, problema nos rins e disfunção erétil.

Via R7

A dois dias do prazo, 2,2 milhões ainda não sacaram abono salarial

Valor varia de R$ 84 a R$ 998Adriana Toffetti/A7 Press/Folhapress - 10.12.2018

A dois dias do fim do prazo para o pagamento do abono salarial, o PIS/Pasep ano-base 2017, cerca de 2,2 milhões de trabalhadores ainda não sacaram o benefício. Aproximadamente, R$ 6,5 bilhões estão disponíveis nas agências bancárias em todo país.

O valor depositado varia de R$ 84 a R$ 998, de acordo com o número de meses trabalhados em 2017. 

Para ter direito ao dinheiro, o trabalhador precisa estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, ter trabalhador formalmente por pelo menos 30 dias em 2017 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos.
Publicidade
Fechar anúncio

Além disso, é preciso que os dados do trabalhador tenham sido informados corretamente pelo empregador na Rais (Relação Anual de Informações Sociais).

O dinheiro que não for sacado dentro do calendário anual de pagamentos é devolvido ao FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador), sem possibilidade de recurso. 

O valor de saque varia de acordo com o tempo trabalhado formalmente no ano-base. Quem esteve empregado por todo o ano recebe o equivalente a um salário mínimo (R$ 998); quem trabalhou por apenas 30 dias pode sacar o valor mínimo, que é de R$ 84 – o equivalente a 1/12 do salário mínimo.

O PIS é o benefício pago aos trabalhadores da rede privada, administrado pela Caixa Econômica Federal. Já o Pasep é destinado aos funcionários públicos e controlado pelo Banco do Brasil.

Fonte: R7

Câmara adia apresentação de relatório da reforma da Previdência.




A Câmara dos Deputados cancelou a apresentação do relatório da reforma da Previdência, que estava prevista para esta quinta-feira (27) na Comissão Especial. 

É mais um adiamento no cronograma, que compromete toda a dinâmica para a aprovação da principal reforma do governo Bolsonaro, de interesse direto do capital financeiro e do patronato, contra os direitos dos trabalhadores. ​

Na quarta (26), líderes do centrão tentaram impedir que o relator da matéria, o deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), apresentasse a nova versão da proposta.​ 

Reportagem da Folha de S.Paulo relata o clima de irritação predominante entre deputados de direita e centro-direita organizados no Centrão com o governo Bolsonaro. ​​​​

Sem acordo com o centrão, Moreira não divulgou na quarta (26) a nova versão do parecer, informa a reportagem.

26 junho 2019

Vereador é preso por suspeita de envolvimento com milícia na Grande Natal

Vereador de Ceará-Mirim Luciano Morais da Silva (PR) foi preso suspeito de participação em milícia — Foto: Câmara Municipal de Ceará-Mirim


Um vereador de Ceará-Mirim, na Grande Natal, foi preso nesta terça-feira (25) suspeito de integrar uma milícia com atuação na cidade. De acordo com o Ministério Público do Rio Grande do Norte, além disso Luciano Morais da Silva (PR) também é apontado como autor intelectual de, pelo menos, um assassinato registrado no município.

De acordo com o Portal G1, a prisão é resultado de uma investigação realizada em conjunto entre o MP e a Força Nacional. De acordo com os investigadores, o vereador Luciano Morais, que também é advogado, encomendou o assassinato de Micarla Araújo do Nascimento, crime ocorrido em 20 de outubro de 2016, por R$ 4.500.

Micarla do Nascimento era servidora pública municipal de Ceará-Mirim e tinha 39 anos quando foi executada a tiros. A mulher trabalhava como Auxiliar de Serviços Gerais.

De acordo com o Ministério Público, no dia do crime, ela foi até a Câmara Municipal no período da tarde, momento em que ocorria sessão legislativa com a presença de Luciano Morais, e fez alguns comentários em relação ao vereador.

“Ele chegou a ser aconselhada por uma servidora da Casa a deixar o ambiente para evitar uma discussão, aceitando o conselho. Após deixar o prédio, Micarla do Nascimento foi a pé para casa, sendo abordada e executada a tiros por homens que ocupavam um carro”, relata o MP em nota.

Segundo o que apuraram os investigadores, Luciano Morais entrou em contato com vários membros “relevantes” do grupo de extermínio e contratou, segundo relato de colaboradores, a morte de Micarla Araújo.

Os promotores afirmam que ela foi assassinada por dois homens que atualmente estão detido no presídio federal de Catanduvas (PR), um outro que está preso do sistema carcerário potiguar, e ainda mais dois, que estão mortos.

"Em relação ao vereador Luciano Morais, o MPRN reforça ser uma pessoa que pode se utilizar se cargo ou conhecimento, como advogado, para coagir testemunhas e demais fontes de provas, sendo a prisão dele uma medida imperiosa para o resguardo da regular instrução criminal", destaca o Ministério Público.

Tortura

Luciano Morais da Silva foi condenado em junho do ano passado pelo crime de tortura. Segundo o processo, o vereador espancou uma mulher com a ajuda de três guardas municipais, quando era secretário de Defesa Social do Município, em 2009.

O crime aconteceu dentro de um canavial, na zona rural da cidade. O motivo alegado pelos acusados foi de que a mulher teria chutado objetos e promovido uma “bagunça” na Secretaria de Administração e Planejamento, depois que foi até a repartição pedir dinheiro e não atenderam seu pedido.

A vítima foi algemada e levada até o canavial em um veículo da guarda do município. Segundo ela relatou no processo, apenas o vereador a agrediu. Os três guardas municipais, Manoel Palhares de Barros Neto, Rildo Braz da Silva e Rodrigo Emiliano de Freitas, auxiliaram na abordagem e rendição. Foram golpes de cassetete e chutes, que e duraram aproximadamente uma hora e meia e provocaram lesões na mulher.

Ainda de acordo com o que consta na decisão judicial, Luciano Morais da Silva dizia, durante o espancamento, que estava batendo nela para que aprendesse a respeitá-lo.

A foto que chocou o mundo: Pai e filha bebê morrem afogados na fronteira mexicana

Trata-se de um migrante salvadorenho chamado Óscar Martínez, que viajava com sua filha Valeria, de quase dois anos. Ambos morreram ao tentar atravessar o rio Bravo, com o objetivo de chegar aos Estados Unidos.

Os corpos sem vida de Óscar e Valéria Martínez, em uma margem do rio Bravo (Foto: Julia Le Duc / agência AP)


A imagem é chocante: os corpos flutuando sem vida, em uma das margens do Rio Bravo não mostram apenas o desfecho trágico da curta vida do migrante salvadorenho Óscar Martínez, e da ainda mais curta existência de sua filha Valeria, que não tinha sequer dois anos completos.

Este também é um retrato de uma tragédia maior, que é a crise migratória centro-americana, que ganhou todas as capas de jornais desta quarta-feira (26), e se tornou certamente uma das imagens do ano, talvez da década.

Segundo relato da mãe, em entrevista para uma correspondente da agência Associated Press, a morte deles teria acontecido no domingo (23). Óscar teria se jogado no rio com sua filha sobre os ombros, e quando tentou ajudar sua mulher a segui-lo, a menina se atirou nas águas, levando o pai a mergulhar para tentar salvá-la.

Outra coisa que chama a atenção na imagem é ser parecida com outra fotografia que impactou o mundo nesta década marcada por crises migratórias: a do menino sírio sem vida às margens de uma praia grega, completamente ignorado pelos turistas que desfrutavam suas férias.

É importante ressaltar que o drama vivido na fronteira entre o México e os Estados Unidos não se dá somente pela agressiva política migratória adotada pela Casa Branca desde o início da administração de Donald Trump – que chantageou recentemente o México de López Obrador a adotar postura semelhante, conseguindo os resultados que queria –, mas também às diferentes crises do capitalismo em países como Honduras, El Salvador e Guatemala, de onde partiram a maioria dos integrantes das diferentes e imensas caravanas migrantes.

São pessoas desesperadas, que tentam fugir da miséria e da violência em seus países, e sonham com melhores oportunidades no país onde estão as grandes empresas, mesmo que isso signifique enfrentar a onda de xenofobia contra os latinos promovida pelo discurso do presidente Trump.

Revista Fórum

ESPAIA FORRÓ

ESPAIA FORRÓ
EUGÊNIO LOURENÇO

NET4YOU em SÃO JOSÉ DE MIPIBU

Já há mais de dez anos no mercado de doces e salgados

Já há mais de dez anos no mercado de doces e salgados

AUTO ESCOLA NOVA ERA

AUTO ESCOLA NOVA ERA

Vidraçaria Bom Jesus

Vidraçaria Bom Jesus

Madeireira Jatobá

Madeireira Jatobá

M2 Academia

M2 Academia

Casa do Cimento

Casa do Cimento

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

VOCÊ AQUI

  • Copyright © 2017 - Digital Mipibu!
  • Todos os direitos reservados